Dente de Leite (2013)

“Dente de leite” é um espetáculo que aborda os diversos usos de uma das principais partes do corpo humano: a boca. Fonte de comunicação a partir do nosso nascimento, choramos e mamamos, criando o primeiro vínculo afetivo de nossas vidas. Lugar de dor, onde nascem os primeiros dentes, os de leite, marcando um passo em nosso crescimento e o início de certo senso estético num mundo onde belos sorrisos abrem grandes caminhos.

Lugar de grande prazer e orgias gastronômicas e amorosas. É onde mora a língua que fofoca e maldiz o vizinho. É o paladar e o beijo. O palavrão e o silêncio. Dona dos lábios e das conversas doces. Causadora de grandes revoluções quando se abre em gritos. E depois te coloca pra dormir em belas canções de ninar.

Das ações funcionais aos usos metafóricos, “Dente de leite” faz um jogo reflexivo sobre esse importante veículo de comunicação e sobrevivência do ser humano. Do nascimento à morte, dos dentes de leite à dentadura, falante ou muda, a boca é fonte de expressão individual e coletiva, lugar de onde saíram palavras que mudaram o mundo e fizeram história. Histórias que mudaram com protestos ou com o encontro de duas bocas em um beijo clássico de cinema.