3 pontos... (2009)

O espetáculo “3 pontos...” é uma síntese criativa que alterna três de quatro trabalhos que marcaram a linguagem e linha coreográfica da Focus Cia Dança: "Um a um", “Pathways” (criado especialmente para 50 Jahre Noverre-Gesellschaft em Stuttgart, Alemanha), “Strong Strings” e “Interpret”.Com uma trilha musical que vai de Johan Sebastian Bach a Nirvana, as coreografias trazem uma pesquisa ora em cima do encontro de dois corpos que juntos geram novas possibilidades de movimento, ora pelos corpos afetados pelas informações que nos cercam. Informações rápidas, imediatas, nervosas, que estimulam e definem movimentos. Em cena, os bailarinos vão de movimentos expansivos, que rasgam o espaço, a gestos pequenos e sutis. Quedas agressivas e imediatas é, também, um ponto marcante. Solos, duos, trios e quartetos são combinações usadas de várias maneiras durante o espetáculo. Na exploração do espaço, o coreógrafo também brinca com o estar aglomerado, o desejo de ocupar o mesmo lugar ou o de explorar amplamente a cena. O diretor Alex Neoral usa do ritmo e da melodia para traduzir em movimentos a sua própria interpretação de cada obra musical. Destacam-se as composições “Chaconne”, de Bach, "Smells like teen sprits" e "Come as you are" de Nirvana, considerados pontos altos do espetáculo. Tanto as coreografias “Um a um” quanto “Strong Strings” foram originalmente criadas para serem executadas com música ao vivo. Já suas exibições dentro do espetáculo “3 pontos...” se dá por música mecânica.